top of page

Canabidiol conheça os benefícios, usos e efeitos colaterais

Atualizado: 28 de set. de 2023

Com a crescente popularidade do canabidiol (CBD), um composto derivado da cannabis, muitas pessoas estão curiosas para conhecer mais sobre suas potenciais aplicações e benefícios para a saúde.

Sobretudo pelo fato do CBD ter ganhado destaque no campo da saúde e do bem-estar, com pesquisas comprovando sua eficácia Afinal, o tratamento canabidiol é indicado para uma variedade de condições médicas, desde ansiedade e estresse, até epilepsia e dor crônica.

Mas, como com qualquer substância, é essencial estar ciente das possíveis precauções. Por isso, vamos mostrar a origem do canabidiol, como ele interage com o corpo humano, e as diversas formas pelas quais pode ser utilizado.

Ou seja, se você está buscando compreender melhor este composto fascinante e potencialmente benéfico, você veio ao lugar certo. Continue acompanhando e boa leitura!


O que é o canabidiol e como funciona no corpo humano?


Através do sistema endocanabinoide, o canabidiol é capaz de atuar em várias funções corporais, contribuindo para seus potenciais benefícios terapêuticos.

Nesse sentido, entender esse mecanismo é fundamental para compreender o porquê do crescente interesse na utilização do CBD para o tratamento de diversas condições de saúde.

Por isso, iremos explorar sua origem, estrutura e a maneira única como interage com o nosso corpo.


Definição e origem do canabidiol


O Canabidiol, mais conhecido pela sigla CBD, é um dos mais de cem compostos conhecidos como canabinoides encontrados na planta Cannabis sativa. Sendo assim, esses canabinoides são responsáveis ​​pela variedade de efeitos medicinais da planta.

Além disso, o CBD se destaca por ser o segundo canabinoide mais abundante, logo atrás do THC, e por suas propriedades não psicoativas. Isso significa que ele não causa o “barato” associado ao uso de cannabis.

Aliás, a história do CBD remonta a milhares de anos, com a cannabis sendo usada para fins medicinais em muitas culturas antigas. No entanto, foi somente em 1940 que o químico americano Roger Adams isolou com sucesso o CBD da planta de cannabis.

Desde então, muitos estudos foram realizados para entender melhor os efeitos do CBD e seu potencial terapêutico.


Sistema endocanabinoide e interação com o canabidiol


Para entender como o CBD funciona no corpo humano, é fundamental conhecer o sistema endocanabinoide (SEC).

Para se ter uma ideia, o SEC é uma rede complexa de receptores celulares e neurotransmissores, que ajudam a regular várias funções do corpo, incluindo humor, sono, dores, apetite e sistema imunológico.

De toda forma, o sistema endocanabinoide é composto por dois tipos principais de receptores:

  1. CB1: encontrados principalmente no cérebro e no sistema nervoso central;

  2. CB2: encontrados em todo o corpo, principalmente no sistema imunológico.

Os canabinoides como o THC se ligam diretamente a esses receptores, causando seus efeitos psicoativos. Por outro lado, o CBD não tem uma ligação direta forte com esses receptores.

Em vez disso, ele funciona indiretamente para aumentar a disponibilidade de endocanabinoides naturais no corpo ou interagir com outros receptores não canabinoides. Por exemplo, ele pode se ligar ao receptor de serotonina, que tem um papel vital no controle do humor e da ansiedade.

Além disso, o CBD também pode influenciar o SEC ao inibir a enzima que degrada o anandamida, um endocanabinoide que desempenha um papel crucial na regulação do humor, do sono e da dor.

Isso pode levar a níveis mais elevados de anandamida no corpo, potencialmente resultando em redução da dor e da ansiedade.

Portanto, ao interagir com o sistema endocanabinoide e outros sistemas de sinalização no corpo, o canabidiol pode exercer efeitos terapêuticos sem causar o efeito psicoativo do THC.

Isso torna o CBD uma opção atraente para aqueles que buscam alívio para uma variedade de condições, mas preferem evitar os efeitos psicoativos da cannabis.

Embora haja muito mais a aprender sobre o CBD e como ele interage com o nosso corpo, a pesquisa até agora é promissora e sugere um vasto potencial para o uso terapêutico do CBD.


Diferença entre canabidiol e THC


imagem ilustrativa Diferença entre canabidiol e THC

O canabidiol (CBD) e o tetrahidrocanabinol (THC) são dois compostos químicos naturais encontrados na planta de cannabis, mas possuem características e efeitos muito diferentes.

O THC é o principal composto psicoativo da cannabis. Ele se liga diretamente aos receptores CB1 no cérebro, o que afeta o pensamento, a memória, o prazer, os movimentos, a concentração e a percepção sensorial e do tempo.

Por outro lado, o CBD não é psicoativo e não produz a sensação de euforia. Em vez disso, ele parece influenciar o uso do próprio sistema endocanabinoide do corpo para promover o bem-estar e manter o equilíbrio interno.

O CBD pode ajudar a aliviar a dor, reduzir a inflamação, diminuir a ansiedade, e tem sido usado em tratamentos para condições como epilepsia, esquizofrenia e várias complicações do sono. Além disso, as leis em torno do CBD e do THC diferem significativamente.

Enquanto o THC é classificado como substância controlada e é ilegal em muitos lugares, o CBD geralmente é legal e pode ser vendido e comprado em muitos países, incluindo o Brasil, desde que seja derivado do cânhamo e contenha menos de 0,3% de THC.


Quais são os benefícios do tratamento com canabidiol?


O canabidiol (CBD) vem ganhando popularidade devido ao seu potencial terapêutico em diversas áreas da saúde.

Nesse sentido, o CBD funciona ligando-se aos receptores endocanabinóides no sistema nervoso do corpo e otimiza as funções reguladas pelo sistema endocanabinóide. Por esse motivo, a substãncia possui vários usos para o bem-estar geral.

Os principais benefícios deles são:

  1. Estimular o sistema imunológico (imunomodulador);

  2. Contrariar a formação de tumores (anti-tumorigénicos);

  3. Combater a inflamação (anti-inflamatório);

  4. Prevenção do vômito (antiemético);

  5. Recuperação ou regeneração do sistema nervoso (neuroprotetor);

  6. Reduzir ou prevenir a ansiedade (anti-ansiedade);

  7. Reduzir ou prevenir convulsões (anticonvulsivante);

  8. Aliviar a dor (analgésico).

Entretanto, é importante lembrar que este produto não substitui o uso de outros medicamentos. De toda forma, a seguir, vamos explorar, a fundo, alguns dos benefícios potenciais do CBD para a saúde humana.


Redução da ansiedade e do estresse


imagem ilustrativa Redução da ansiedade e do estresse

A ansiedade e o estresse são problemas de saúde comuns que podem ter um impacto significativo na qualidade de vida. Pesquisas sugerem que o CBD pode ajudar a aliviar tanto a ansiedade quanto o estresse.

O CBD interage com o sistema endocanabinoide do corpo e outros sistemas de sinalização do cérebro, o que pode resultar na redução dos sintomas de ansiedade e estresse.

Estudos clínicos e pré-clínicos indicam que o CBD tem propriedades ansiolíticas, tornando-o uma opção potencial para o tratamento de transtornos de ansiedade.


Controle da epilepsia e convulsões


Um dos usos mais bem documentados do CBD é no tratamento de algumas formas de epilepsia.

Em 2018, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) aprovou o Epidiolex, um medicamento à base de CBD, para o tratamento de duas formas raras e severas de epilepsia em crianças: a síndrome de Lennox-Gastaut e a síndrome de Dravet.

Estudos mostram que o CBD pode reduzir a frequência das convulsões nestes pacientes e, em alguns casos, pode pará-las completamente.


Alívio da dor crônica e inflamação


Outro benefício potencial do CBD é o alívio da dor crônica e inflamação. O CBD tem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que podem ser úteis no tratamento de várias condições de dor crônica, incluindo artrite e esclerose múltipla.

Além disso, estudos sugerem que o CBD pode ser uma alternativa eficaz para analgésicos opioides, que podem ser viciantes e levar a efeitos colaterais graves.


Canabidiol no tratamento da doença de Parkinson


O canabidiol vem sendo utilizado para tratar várias condições, tais como Alzheimer, epilepsia, ansiedade e depressão, além da própria doença de Parkinson. Isso se deve aos efeitos anti-inflamatórios e neuroprotetores proporcionados pelo uso do canabidiol.

Esses efeitos auxiliam no controle de sintomas como tremores, dificuldades para dormir e dores, além de ter um impacto significativo no tratamento da ansiedade e depressão associadas à doença.

Portanto, o canabidiol demonstra resultados positivos no alívio de sintomas motores e psicóticos, além de promover uma sensação geral de bem-estar.


Outros benefícios e estudos em andamento


Além dos benefícios mencionados acima, existem várias outras áreas em que o CBD está sendo estudado. Alguns estudos sugerem que o CBD pode ser eficaz no tratamento de distúrbios do sono, como insônia e apneia do sono.

  1. Pressão arterial: há pesquisas em andamento sobre o papel do CBD na saúde do coração. Estudos pré-clínicos sugerem que ele pode ajudar a reduzir a pressão arterial alta e prevenir danos ao coração relacionados ao estresse;

  2. Doenças cancerígenas: o CBD também está sendo estudado por seu potencial anti-cancerígeno. Há estudos que o CBD para inibir o crescimento de certos tipos de células cancerígenas;

  3. Doenças que afetam a saúde mental: o potencial do CBD no tratamento de condições de saúde mental, como transtorno bipolar e esquizofrenia, também está sendo explorado.

Embora a pesquisa esteja em estágios iniciais, alguns estudos sugerem que o CBD pode ter propriedades antipsicóticas e pode ser útil no tratamento desses transtornos.

Em suma, o canabidiol é um composto fascinante com um grande número de benefícios potenciais para a saúde.

Sendo assim, ainda que muitas das alegações de saúde precisem de mais pesquisas para serem totalmente comprovadas, o CBD já está sendo usado para tratar uma variedade de condições e sintomas com resultados promissores.


Como ocorre o tratamento utilizando canabidiol?


O tratamento com canabidiol segue um processo que envolve a apresentação de documentos, a fim de comprovar a necessidade do seu uso. Uma vez aprovado, o paciente tem permissão para adquirir medicamentos à base de canabidiol no território nacional.

Quanto às dosagens, estas são determinadas mediante prescrição médica, levando em consideração as necessidades individuais de cada paciente e suas condições específicas.

De toda forma, vários fatores influenciam na determinação da dosagem, sendo a condição médica e seu estágio de desenvolvimento os principais.

Pacientes com epilepsia, por exemplo, tendem a necessitar de doses mais elevadas em comparação a pessoas com ansiedade.

Além disso, o peso corporal também é um fator relevante para o cálculo da dose. Por fim, o tipo de medicamento, seja em cápsulas ou gotas, também pode influenciar na dosagem.


Dosagem e formas de consumo de canabidiol


imagem ilustrativa Dosagem e formas de consumo de canabidiol

Ao considerar o uso de canabidiol (CBD), é essencial entender as diferentes formas de consumo e como determinar a dosagem adequada para suas necessidades específicas.


Determinação da dosagem adequada


Como já destacamos acima, determinar a dosagem correta de CBD pode ser um desafio, já que depende de diversos fatores, incluindo o peso corporal do indivíduo, a condição a ser tratada, a concentração do CBD no produto e a resposta individual do corpo.

Em geral, é recomendável começar com uma dose baixa e aumentar gradualmente até alcançar o efeito desejado. É aconselhável consultar um médico antes de iniciar o uso de CBD, especialmente se você estiver tomando outros medicamentos.

O profissional de saúde poderá fornecer orientações precisas sobre a dosagem e monitorar possíveis interações medicamentosas.


Óleos e tinturas de canabidiol


Os óleos e tinturas de CBD são uma das formas mais populares de consumo de CBD. Eles são feitos diluindo o CBD em um óleo portador, como o óleo de côco ou de cânhamo.

As tinturas e óleos de CBD são geralmente consumidos por via sublingual, o que significa que são colocados sob a língua e absorvidos pela mucosa oral. Isso permite uma absorção rápida e eficaz do CBD na corrente sanguínea.


Cápsulas e comprimidos de canabidiol


As cápsulas e comprimidos de CBD são uma maneira conveniente e discreta de consumir CBD. Eles são fáceis de dosar, já que cada cápsula ou comprimido contém uma quantidade específica de CBD.

No entanto, eles precisam passar pelo sistema digestivo antes de serem absorvidos na corrente sanguínea, o que pode levar mais tempo para surtir efeito em comparação com a ingestão sublingual.


Outras formas de consumo: vaporizadores, cremes, alimentos


Vaporizadores de CBD são outra opção popular. Eles permitem a inalação de CBD, que é absorvido diretamente pelos pulmões, proporcionando um efeito quase imediato.

No entanto, é importante notar que a segurança a longo prazo da inalação de CBD ainda está sendo estudada.

Os cremes e loções de CBD são usados ​​para alívio localizado da dor e inflamação, sendo aplicados diretamente na pele. Além disso, os alimentos infundidos com CBD, como gomas e chocolates, são cada vez mais populares.

Embora sejam uma forma saborosa e agradável de consumir CBD, a absorção através do sistema digestivo significa que pode levar mais tempo para sentir os efeitos.

Cada método de consumo de CBD tem seus próprios prós e contras, e a escolha do método depende de suas preferências pessoais e de suas necessidades de saúde. Além disso, é importante lembrar que a qualidade do produto CBD que você escolher é crucial.

Portanto, sempre opte por produtos de CBD de alta qualidade de fornecedores confiáveis ​​que fornecem testes de laboratório de terceiros para confirmar a potência e a pureza de seus produtos.

Vale a pena reiterar a importância de consultar um profissional de saúde antes de iniciar o uso do CBD. Embora o CBD seja geralmente considerado seguro e bem tolerado, ele pode interagir com alguns medicamentos e pode ter efeitos colaterais em algumas pessoas.

Além disso, a dosagem ideal de CBD pode variar significativamente de pessoa para pessoa, e um profissional de saúde pode fornecer orientações valiosas para ajudá-lo a determinar a dosagem mais adequada para suas necessidades específicas.


Possíveis efeitos colaterais e precauções


Enquanto o canabidiol (CBD) é geralmente bem tolerado e considerado seguro, ele pode causar efeitos colaterais em algumas pessoas.


De toda forma, é importante conhecer esses possíveis efeitos, assim como as interações medicamentosas e contraindicações, para garantir o uso seguro e eficaz do CBD.


Possíveis efeitos colaterais do canabidiol


imagem ilustrativa Possíveis efeitos colaterais e precauções

Embora o CBD seja geralmente bem tolerado, alguns indivíduos podem experimentar efeitos colaterais. Os mais comuns incluem fadiga, diarreia, alterações no apetite e no peso, e secura na boca. O CBD também pode causar sonolência ou insônia, especialmente quando usado em altas doses.

Algumas pessoas podem experimentar alterações de humor, irritabilidade, náuseas e tonturas. Raramente, o CBD pode causar pressão baixa, alergias ou uma reação adversa conhecida como hepatotoxicidade, que é o dano ao fígado.


Interações medicamentosas e contraindicações

O CBD pode interagir com uma série de medicamentos, potencializando ou reduzindo seus efeitos.

Isso inclui medicamentos que carregam um “aviso de toranja”, já que ambos o CBD e a toranja interferem com citocromos P450, um grupo de enzimas importante para o metabolismo de medicamentos no corpo.

Nesse sentido, exemplos de medicamentos que podem interagir com o CBD incluem alguns tipos de medicamentos para o coração, antibióticos, antipsicóticos, antidepressivos e benzodiazepínicos.

Inclusive, o CBD também pode ser contraindicado para pessoas com doença hepática ou para aquelas que estão grávidas ou amamentando.

Ou seja, sempre consulte um profissional de saúde antes de iniciar o uso do CBD, especialmente se estiver tomando outros medicamentos.


Como evitar efeitos colaterais do canabidiol?


A melhor maneira de evitar os efeitos colaterais do CBD é começar com uma dose baixa e aumentar gradualmente, monitorando cuidadosamente como seu corpo reage. Isso lhe permite ajustar a dose para atingir o efeito desejado sem experimentar efeitos colaterais indesejados.

Além disso, é crucial escolher produtos de CBD de alta qualidade de fornecedores confiáveis ​​que ofereçam testes de laboratório de terceiros para confirmar a potência e a pureza de seus produtos.

Produtos de baixa qualidade podem conter contaminantes que causam efeitos colaterais. Lembre-se, é sempre uma boa ideia consultar um profissional de saúde antes de iniciar o uso do CBD.

Isso porque eles irão fornecer orientações valiosas e ajudá-lo a monitorar possíveis efeitos colaterais e interações medicamentosas. Embora o CBD seja um composto promissor com uma série de benefícios potenciais para a saúde, é importante usá-lo de forma segura e responsável para obter os melhores resultados.


Legislação e regulamentação do canabidiol


imagem ilustrativa Legislação e regulamentação do canabidiol

A legislação e regulamentação do canabidiol (CBD) variam significativamente ao redor do mundo e a situação no Brasil não é uma exceção. É importante entender o status legal do CBD e como ele pode ser adquirido e prescrito.


Situação Legal do Canabidiol no Brasil


No Brasil, o CBD é considerado legal para uso medicinal. Em 2015, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) reclassificou o CBD de substância proibida, para controle especial.

Isso permitiu que os médicos prescrevessem produtos de CBD para tratamento de diversas condições, incluindo epilepsia, dor crônica e ansiedade. No entanto, o CBD ainda está sujeito a regulamentações rigorosas.

O cultivo de cannabis para produção pessoal de CBD não é permitido e todos os produtos de CBD devem ser importados, o que pode aumentar significativamente o custo para os pacientes.

De toda forma, há empresas no Brasil, como a Vivabis, que comercializam produtos com qualidade farmacêutica, produzidos sob os mais rígidos padrões da indústria mundial e com preço acessível à realidade brasileira.


Onde encontrar produtos à base de canabidiol no Brasil?


Encontrar produtos à base de canabidiol (CBD) de alta qualidade no Brasil pode ser um desafio, dada a natureza regulamentada desses produtos. No entanto, existem várias opções disponíveis para quem está interessado em explorar os benefícios potenciais do CBD.

Primeiramente, o CBD é legal no Brasil para uso medicinal e pode ser adquirido mediante prescrição médica, já que ela detalha a necessidade do tratamento com CBD.

Após isso, você ou seu responsável deve solicitar autorização da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para importar o produto.

Existem diversas empresas autorizadas a fornecer produtos à base de CBD no Brasil, sendo a Vivabis uma das mais destacadas no mercado.

Isso se deve ao fato de que a Vivabis oferece uma ampla variedade de produtos de CBD, incluindo óleos e tinturas, cápsulas e comprimidos.

Ou seja, a empresa é reconhecida por sua capacidade produtiva, alta qualidade e inovação, sendo uma escolha confiável para muitos brasileiros que buscam produtos de CBD.

Afinal, é essencial adquirir produtos de CBD de fontes confiáveis e respeitáveis para garantir que você esteja recebendo um produto seguro, eficaz e em conformidade com todas as leis e regulamentações aplicáveis.


Conheça a história da Vivabis


A história da Associação Cannabis Medicinal Vivabis começou longe de Cotia (SP), onde se localiza atualmente. O presidente da associação, André Visani, empreendeu na área da cannabis nos Estados Unidos entre 2005 e 2008.

Quando retornou ao Brasil, mais especificamente à cidade de São Paulo (SP), iniciou novos projetos focados no estudo da planta. Com seu conhecimento e determinação, Visani começou de forma modesta, produzindo óleo de cannabis artesanal em sua própria residência.

Naquela época, o óleo era rico em THC e continha traços de CBD, uma vez que a cannabis medicinal ainda estava sendo pesquisada por um grupo restrito de cientistas.

Apesar das dificuldades e da falta de recursos, Visani persistiu em seu ideal, acreditando no potencial da planta e em sua possível utilização para fins medicinais. Mesmo diante de altos e baixos, sua esperança nunca desapareceu, e nunca desistiu de seu propósito.

Em 2014, quando a Anvisa liberou o uso da Cannabis Medicinal no Brasil, o empreendedor já havia produzido centenas de frascos de seu óleo medicinal.

Atualmente, a Vivabis possui uma capacidade produtiva que alcança milhares de frascos por ano, oferecendo a maior variedade de produtos à base de cannabis medicinal no país.

Esses avanços só foram possíveis graças a uma combinação de fatores importantes, como:

  1. o desenvolvimento de pessoas;

  2. investimento em tecnologia;

  3. rigorosos padrões de qualidade;

  4. incentivo à inovação;

  5. pesquisa de campo;

  6. e diversos testes com diferentes fornecedores americanos.


imagem ilustrativa Como são feitos os produtos à base de canabidiol produzidos na Vivabis


Como são feitos os produtos à base de canabidiol produzidos na Vivabis?


Na Vivabis, por exemplo, o Canabidiol Isolado Viva Bis é um produto 100% natural, produzido a partir do princípio ativo puro.

Ou seja, contendo somente o Canabidiol, sem nenhuma outra substância da planta cannabis. O produto é livre de THC (tetrahidrocanabinol) – composto psicoativo.

VB Full Spectrum é um produto importado, rico em canabinoides e formulado em diferentes concentrações pela Associação Viva Bis. Contém o extrato completo da planta Cannabis sativa, com alta concentração de CBD e o nível permitido de THC pelo FDA e Anvisa.

Esta composição Full Spectrum permite a sinergia entre os fito componentes, configurando um produto com um potencial “efeito entourage”.


Como faço para me tornar um paciente associado?


Para se tornar um paciente associado, complete o breve cadastro e conclua o seu primeiro pedido. Ao se tornar um paciente associado, você terá benefícios, como:

  1. Laboratório de última geração;

  2. Diferentes concentrações e tamanhos de frascos;

  3. Melhor custo para o tratamento;

  4. Entrega de 1 a 5 dias úteis para todo Brasil.

Por se tratar de uma organização sem fins lucrativos, não são cobradas taxas, mensalidades ou anuidade dos associados.


Quais outros ingredientes são misturados ao canabidiol?


Na Vivabis, usamos como excipiente: substância inerte incorporada como veículo o óleo de triglicerídeos de cadeia média – TCM. Os TCM são de fácil assimilação e rápida absorção, sendo foco de inúmeras pesquisas há décadas.

O TCM que usamos é extraído do óleo de coco virgem através de hidrólise enzimática. O resultado é 100% TCM, sem cheiro ou sabor perfeito para uso oral.

Como a ingestão é o método de escolha para muitos usuários de CBD, houve muitas pesquisas sobre maneiras de torná-lo mais eficiente. Verificou-se que a quantidade de CBD e outros canabinóides que atingem a corrente sanguínea aumenta quando combinados com gorduras e o TCM é o veículo mais eficaz para fazer isso.

O canabidiol é solúvel em gordura, portanto, o TCM atua como transportador e evita que seja decomposto no sistema digestivo. Isso permite que uma quantidade maior de CBD atinja sua corrente sanguínea do que se você engolisse o CBD.


Inicie o seu tratamento com canabidiol


Como vimos, a ciência do canabidiol é uma área de pesquisa em rápido crescimento, com novos estudos surgindo constantemente. Ou seja, isso amplia nosso entendimento e desvenda novas possibilidades terapêuticas.

Portanto, agora que você está mais informado sobre o canabidiol, é hora de considerar se o tratamento com CBD pode ser adequado para você.

Nesse sentido, a Vivabis, líder no mercado de produtos à base de cannabis medicinal, está pronta para apoiá-lo nesta jornada.

Isso porque, com a maior variedade de produtos do Brasil e um compromisso com a qualidade, a inovação e a acessibilidade, a Vivabis é a sua parceira confiável para explorar os benefícios potenciais do canabidiol.

De modo geral, o processo para iniciar o tratamento é simples e rápido: basta enviar sua receita médica pelo WhatsApp. Feito isso, você seleciona o seu pedido, efetua o pagamento e aguarda a entrega do seu CBD em casa.

E para saber ainda mais sobre todos os benefícios do canabidiol, continue no Blog da Vivabis!

123 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page