top of page

Uso de canabidiol para Parkinson: uma maneira de aliviar sintomas

Atualizado: 4 de jul. de 2023

Você sabe como funciona o uso de canabidiol para parkinson? A partir dos avanços da medicina, novos tratamentos, remédios e equipamentos para diagnósticos têm surgido.

Por isso, várias doenças e quadros podem, muitas vezes, serem tratadas e curadas de maneira mais eficaz, rápida e menos invasiva.

O uso de canabidiol para Parkinson é um dos avanços mais importantes para o tratamento e controle de um quadro que tende a afetar os movimentos do paciente. Desse modo, causa tremores, lentidão e rigidez muscular.

Portanto, preparamos o conteúdo a seguir com tudo o que você precisa saber sobre sobre a doença e o uso de canabidiol para Parkinson. Entenda como utilizar o canabidiol e como ele pode ajudar no tratamento.


Entenda mais sobre a doença de Parkinson


De modo geral, a doença de Parkinson é um quadro neurológico que afeta os movimentos do paciente. Assim, ela ocorre devido a degeneração de células cerebrais que produzem a dopamina, responsável pela produção de neurotransmissores.

Logo, com a falta dessas células o paciente passa a enfrentar sintomas como tremores, lentidão nos movimentos e rigidez muscular. Além disso, os sintomas podem variar para cada paciente, podendo inclusive afetar a fala e a escrita.

Para o diagnóstico da doença é necessário uma análise do histórico clínico do paciente e também exames neurológicos, a fim de constatar a situação das células cerebrais. Vale destacar que o Parkinson não possui cura, mas existem tratamentos eficientes.

Desse modo, como em todas as doenças, quanto mais precoce o diagnóstico e início do tratamento, maiores são as chances de controlar e atrasar a progressão do quadro. Portanto, é fundamental a prática do check up geral a cada 6 meses ou 1 ano.


Como o canabidiol ajuda no tratamento da doença de Parkinson?


O uso do canabidiol já está sendo feito para diversas outras doenças como Alzheimer, Epilepsia, ansiedade e depressão, assim como para as doenças de Parkinson. Afinal, o uso de canabidiol oferece efeitos anti-inflamatórios e neuroprotetores.

Sendo assim, ajudam a controlar os tremores, dificuldade de dormir, dores e principalmente ajuda na ansiedade e depressão. Ou seja, o canabidiol indica resultados para sintomas motores, psicóticos e proporciona uma melhor sensação de bem-estar.


Como fazer o uso do canabidiol para Parkinson?


imagem ilustrativa Como fazer o uso de canabidiol para Parkinson

Para auxiliar no uso do canabidiol para Parkinson é importante entender a importância do acompanhamento médico. Por isso, é fundamental que o medicamento seja prescrito por um médico capacitado.

Desse modo, será possível determinar as dosagens corretas para que os efeitos sejam os esperados. Até porque, o uso indevido de canabidiol ou qualquer outro remédio pode ocasionar efeitos colaterais, reações e novas complicações.

Portanto, o primeiro passo para iniciar tratamento com canabidiol uso do canabidiol para Parkinson é uma conversa com o seu médico. Posteriormente, defina junto com o profissional as dosagens necessárias, assim como a frequência de uso.

De forma geral, o uso mais comum é através de gotas aplicáveis sob a língua dos pacientes. A partir disso, em alguns minutos os primeiros efeitos de melhora no quadro tendem a aparecer, garantindo um bem-estar mais prolongado.


O uso de canabidiol para Parkinson pode gerar algum efeito colateral?


Como qualquer tratamento e medicamento, o uso de canabidiol pode provocar alguns efeitos colaterais. No entanto, eles costumam ser raros e com baixa intensidade, mas sempre variando de acordo com o organismo de cada paciente.

Com isso, entre os efeitos colaterais do uso do canabidiol podemos destacar a diarreia, náuseas e sonolência. Além de não serem intensos, esses sintomas tendem a passarem rapidamente, principalmente com a frequência do uso do medicamento.

Portanto, os efeitos colaterais possuem mais ligação com o início do tratamento, no momento em que o corpo do paciente ainda está passando por uma adaptação e transformação.

Assim, os benefícios do seu uso são muito mais relevantes que os possíveis efeitos colaterais.


5 doenças tratadas com canabidiol


Como dito anteriormente, o uso do canabidiol pode ser feito em diversos outros quadros clínicos. Dessa forma, confira agora algumas das principais doenças que utilizam o CBD para amenização e tratamento dos sintomas.


1- Esclerose Lateral Amiotrófica


A Esclerose Lateral Amiotrófica, conhecida também como ELA, é uma doença neurodegenerativa que impacta o sistema motor, enfraquecendo os músculos. Portanto, o uso de canabidiol pode oferecer uma melhor qualidade de vida.

Afinal, ajuda no controle das dores ocasionadas pelo enfraquecimento, auxiliando assim na rotina diária do paciente e principalmente na qualidade do sono.


2- Alzheimer


O controle do Alzheimer também pode ser feito através do uso do CBD, que ajuda no estímulo de novas sinapses, retardando os efeitos decorrentes da morte celular cerebral. Desse modo, ajuda a garantir por mais tempo uma melhor qualidade de vida.


3- Ansiedade


Por fim, o tratamento da ansiedade e depressão também pode ser feito através do uso controlado do canabidiol. Portanto, os efeitos calmantes desenvolvidos pelo CBD ajudam a controlar os transtornos de ansiedade, muito por conta dos efeitos ansiolíticos.


4- Transtorno do Espectro Autista


Conhecido como TEA ou Autismo, é uma condição que afeta a cognição social do paciente, assim ele tende a ter mais dificuldades para se comunicar e interagir. Com isso, o canabidiol ajuda a proporcionar uma melhor qualidade de sono, diminuindo a agitação.

imagem ilustrativa canabidiol para dores crônicas


5- Dores crônicas


Por conta dos efeitos analgésicos apresentados pelo CBD, seu uso é muito indicado para o controle de dores crônicas, assim como dores em decorrência de outros quadros clínicos. Sendo assim, seu uso tende a ser benéfico para diferentes doenças e tratamentos.

Comece o tratamento com o uso de canabidiol para Parkinson com os medicamentos da Vivabis!

Agora que você já sabe tudo sobre o uso de canabidiol para Parkinson é possível entender a importância das pesquisas sobre o assunto. Com isso, fundamental para proporcionar uma melhor qualidade de vida aos pacientes.

Dessa maneira, para ter uma melhor eficácia no tratamento e garantir uma maior segurança agende uma consulta com a Vivabis. Até porque, temos o objetivo de formular os melhores medicamentos à base de canabinoides, para todas as receitas médicas.

Para conhecer outros benefícios do uso do canabidiol, acesse o Blog da Vivabis e fique por dentro de tudo que envolve o tema. 

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page